OURINHOS: O PASSADO E O PRESENTE - RUA ANTÔNIO PRADO

Aproximando-se o centenário de Ourinhos (1918-2018), achei interessante comparar algumas localidades da região central da cidade em épocas distintas. Valho-me de fotos de autoria de meu pai e de outros autores.


Vemos aqui a Rua Antônio Prado, no seu primeiro quarteirão, logo após a Praça Melo Peixoto. Antônio da Silva  Prado (1840-1929) membro da aristocracia cafeeira, foi deputado provincial, deputado geral, conselheiro, senador do Império, ministro da Agricultura; aderiu à República,  foi o primeiro prefeito de São Paulo (1899-2011) e o fundador do Partido Democrático (1926-1934).
Este quarteirão, em sua face direita de quem desce em direção a Avenida Jacinto Sá (e esquerdo na foto), é quase totalmente tomado por prédios que remontam aos anos 1930, sendo que  alguns mantém a sua fachada original ( os dois últimos sobrados). 
Duas antigas famílias ourinhenses  residiram nesse quarteirão inicialmente: Braz e Matachana, ambas mantinham casas comerciais.
A primeira foto é dos anos 1940,  e se vê em primeiro plano um dos três sobrados próximos da linha férrea. Nele, por ocasião da foto, estava estabelecida no térreo a famosa Alfaiataria Casetta. A seguir a Casa Matachana (com oito portas de entrada), um  prédio menor onde morou e teve seu escritório de contabilidade, o prefeito Antônio Luiz Ferreira, após o qual vemos  o prédio da Drogasil, seguido pelo Hotel Comercial; já na esquina com a praça ficava a casa lotérica A Vencedora, de propriedade de Américo Faccini.
No lado direito da foto se veem algumas pequenas casas da Sorocabana, seguidas pelo prédio do Banco Sul América  e um sobrado (Casa Beibe), onde na parte superior  instalou-sem finais dos anos 1940 a ZYS7 - Rádio Clube de Ourinhos, a Rainha do Vale do Paranapanema.



O Hotel Lider, hoje uma casa comercial, foi nos anos 40 um hotel de propriedade dos irmãos Abucham.




Comentários